Empresa japonesa sofre ataque de hackers e tem prejuízo com criptomoedas - moedas virtuais brasil

Empresa japonesa sofre ataque de hackers e tem prejuízo com criptomoedas

Um ataque de hackers, na última sexta-feira, resultou no roubo de cerca de 500 milhões de tokens da NEM, equivalentes a cerca de R$ 1,6 bilhão, da empresa japonesa Tóquio Coincheck. A informação foi confirmada pelo presidente da empresa e este foi o maior hack da história com criptomoedas.

Segundo a Coinchek, até o momento, o número exato da quantidade roubada só será confirmada após novas verificações serem realizadas.

A quantidade de dólares roubada da empresa japonesa provavelmente é maior do que a quantidade roubada da Mt. Gox em 2014, ainda que  o impacto no mercado de criptomoedas seja muito inferior.

As primeira informações sobre o roubo começaram a aparecer ainda nas primeiras horas da última sexta-feira, quando a Coincheck congelou abruptamente a maioria de seus serviços.

Executivos da Coincheck

PRECAUÇÕES

A empresa anunciou em seu site que tinha restringido os depósitos, negociação e retirada de XEM, o token que corre no blockchain NEM.

Uma suspensão mais ampla nos saques de todas as criptomoedas, bem como em iene japonês foi anunciado cerca de 30 minutos depois. Na hora seguinte, a negociação de todas as criptomoedas também foi restrita, exceto o bitcoin. De acordo com a última atualização, outros métodos de depósito, inclusive cartões de crédito, também foram interrompidos.

Também foi revelado que a Coincheck não estava registrada na Agência de Serviços Financeiros do Japão, mas agora planeja se registrar. O presidente da Coincheck disse que “lamentou profundamente” o ocorrido.

Se gostou, conheça e curta a nossa página oficial do facebook:
https://www.facebook.com/moedasvirtuaisbrasil/

Artigos Relacionados

Cotação das Criptomoedas